Apagando luzes e iluminando consciências

No próximo dia 26 de março, milhões de pessoas e milhares de cidades em todo o mundo vão apagar as luzes de suas casas, apartamentos, empresas e monumentos, durante uma hora. Algumas delas poderão imaginar que o gesto visa economizar energia. A maioria, no entanto, tem consciência de que o movimento mundial comandando pela Rede WWF representa uma preocupação contra as mudanças climáticas no planeta, em especial, o aquecimento global.

“É importante destacar que se trata de um ato simbólico, uma ação de engajamento; uma forma de todos mostrarem que desejam um mundo melhor, mais saudável e ambientalmente mais aceitável. Com o apagar das luzes, o que se espera é que muitas consciências se iluminem e se abram para a causa”, explicou a Regina Cavini, diretora geral da Hora do Planeta e superintendente organizacional do WWF-Brasil.

Durante entrevista que concedeu ao programa Eldorado Cidades, da Rádio Eldorado de São Paulo, no dia 3 deste mês, Regina ressaltou que pesquisas recentes já associam desastres ambientais como chuvas torrenciais, inundações e secas ao aquecimento global.

Regina Cavini também destacou que, a cada ano, cresce significativamente a percepção das pessoas em relação ao problema e o número de pessoas, companhias, instituições e prefeituras que apóiam a causa da Hora do Planeta. “No ano passado, 98 cidades – das quais 20 capitais de estado -, aderiram oficialmente ao movimento. Este ano, com o reforço da Frente Nacional de Prefeitos, o número deverá ser bem maior”, calcula Regina. O planeta agradece!

No site http://www.horadoplaneta.org.br/index.php?p=home você encontra informações, notícias, galeria de vídeos e fotos, além de vasto material para participar colaborando com a divulgação.



Leia também: Hora do Planeta 2011
Fonte: 60 HORA DO PLANETA

Hora do Planeta 2011

 

A Hora do Planeta, conhecida globalmente como Earth Hour, é uma iniciativa da Rede WWF para enfrentar as mudanças climáticas.

Desde a sua criação em 2007, como iniciativa de uma única cidade (Sidney), a Hora do Planeta tornou-se um espantoso movimento voluntário global onde centenas de milhões de pessoas, de todos os continentes, se juntam para reconhecer a importância de proteger o planeta.

Inspirada em milhares de histórias de pessoas que levam suas ações além do simbolismo de apagar as luzes por uma hora, a Hora do Planeta 2011 desafia indivíduos, empresas e governos, em todo o mundo, a acrescentarem mais ao apagão anual e mostrarem de que forma criarão medidas, no seu dia-a-dia, para proteger o Planeta.

Em fevereiro, no site earthhour.org, vai ser lançada uma plataforma que permitirá aos participantes partilhar histórias do que fizeram ou planejam fazer para marcar a diferença, mostrando que não importa quão grandes ou pequenas as nossas ações sejam, mas, antes, o que essas ações podem representar.

A Hora do Planeta 2010 foi a maior ação voluntária contra o aquecimento global da nossa história, com 128 países e mais de 4.500 cidades, em todo o mundo, apagando suas luzes por esta causa.

A Hora do Planeta 2011 verá, novamente, centenas de milhões de pessoas unirem-se para celebrar um compromisso inequívoco com o planeta, desligando suas luzes por uma hora e  irem além dessa hora. A contagem regressiva já começou.

Esta iniciativa tem visto alguns dos monumentos e paisagens mais conhecidos do mundo, incluindo a Cidade Proibida, Torre Eiffel, o Palácio de Buckingham, a Golden Gate Bridge, Table Mountain, o Cristo Redentor, Ponte 25 de Abril, Cristo Rei e Sydney Opera House desligarem as suas luzes numa celebração global da única coisa que nos une a todos – o Planeta Terra.

Na Hora do Planeta 2011, pede-se ao mundo que:

Desligue as luzes pela Hora do Planeta, às 20:30 de Sábado, 26 de Março de 2011, celebrando o seu compromisso com o planeta e juntando-se a milhões de pessoas em todo o mundo;
Partilhe histórias e ações que beneficiam o planeta;
Vá para além da hora – encetando ações sustentáveis numa base diária.

“O crescimento da Hora do Planeta nestes quatro anos veio provar que centenas de milhões de pessoas querem fazer mais para proteger seu planeta”, afirmou Andy Ridley, co-fundador e diretor executivo da Hora do Planeta.

“Quer se trate de uma criança que seja capaz de, com o seu testemunho, mudar uma sala de aula, ou de um presidente de um país que desafia os seus cidadãos para esta mudança, indivíduos, organizações e governos em todos os lugares do mundo são convidados a apagar suas luzes na Hora do Planeta 2011 e a comprometerem-se com iniciativas para além da hora”, disse Andy.

Então, é isso aí, galera! Vamos reunir a turma, convocar os familiares e amigos para juntos organizarmos um evento para ficar na história!

Divulgue e participe desse ato.

Veja o vídeo oficial da campanha aqui. 

 

Fonte:    Bio-Ideias     e     WWF (Br)      e     WWF (Pt)

Começa amanhã o Planeta no Parque 2011!

Desde 2007, o Planeta Sustentável “invade” o Parque Ibirapuera com seu Planeta no Parque para mostrar como a sustentabilidade pode ser praticada, em nosso dia a dia, de um jeito muito natural. Esta 4ª. edição do evento inspira-se no Ano Internacional das Florestas, instituído pela ONU, para aproximar esse tema da metrópole e de seus moradores. É a integração entre floresta e cidade. No primeiro dia, o show “Música de Brinquedo”, da banda Pato Fu, inaugura a programação especial, repleta de atividades lúdicas e culturais para divertir crianças e adultos e ampliar seu olhar sobre esses ecossistemas e sua ligação íntima com a cidade, para além da paisagem. Durante quatro dias, a “floresta” do Planeta no Parque ficará sediada na Marquise do Ibirapuera, mas o público presente ainda poderá participar de atividades ao ar livre para explorar as belezas naturais e curiosidades deste que é o parque símbolo da cidade de São Paulo.

E mais uma boa notícia!!!

A WWF-Brasil também estará presente na quarta edição do Planeta no Parque, de 22 a 25 de janeiro, para apresentar ao público a edição 2011 da Hora do Planeta. A iniciativa, que acontecerá em 26 de março, convida pessoas de todo o mundo a apagar, por uma hora, as luzes de suas casas, em protesto ao aquecimento global.

No dia 22 de janeiro, às 17h, a ONG realizará no Parque Ibirapuera, dentro da Oca do Planeta Sustentável (para saber mais, leia o post Uma floresta nascida das sobras), a atividade “WWF-Brasil: Mobilização e Conservação”, que, além de apresentar ao público a campanha Hora do Planeta, exibirá o documentário Tabuleiro do Embaubal e os quelônios da Amazônia.

Com 18 minutos de duração, o filme mostra o nascimento de milhares de tartarugas-da-Amazônia na praia de Juncal, no Pará, e ainda narra a luta de pesquisadores, estudantes e ribeirinhos para garantir que a espécie continue se reproduzindo no local.

Já nos dias 23 e 25 de janeiro, às 15h30 e 17h, respectivamente, a WWF promoverá a Oficina de Sombras de Animais, que ensinará os participantes a reproduzir espécies da nossa fauna no escuro. A ideia é que os visitantes do Planeta no Parque aprendam a técnica e disseminem para seus amigos, para que todos tenham um passatempo no dia 26 de março, quando as luzes do mundo se apagarem por uma hora, em protesto ao aquecimento global!

Confira a programação completa aqui.

Programação das caminhadas no Planeta no Parque.

Fonte: PLANETAsustentável